Letras

Mágoas

Entre eles, havia abismos
Desencontros enfraquecidos
Na lembrança havia amores
De outrora adoecidos
Na lembrança havia amores
De outrora adoecidos

Entre nós há encontros
No amor fortalecidos

Era bem mais fácil
Fluir em outras águas e esquecer
As muitas mágoas dessa vida

Entre eles, havia abismos
Desencontros enfraquecidos
Na lembrança havia amores
De outrora adoecidos

Entre nós há encontros
No amor fortalecidos
Entre nós há encontros
No amor fortalecidos

É um mal difícil
E necessário esquecer
… Fluir nas águas dessa vida
Era bem mais fácil
Fluir em outras águas e esquecer
As muitas mágoas dessa vida

No Outro Lado do Tempo

No outro lado do tempo
Onde o eterno amor mora
Deus ama o mundo na rosa da aurora

E tu vais ver o pôr do sol
E tu vais ver o cais
Não demores mais

Pois no outro lado do tempo
Eterno amor mora
Onde Deus abre o mundo na rosa da aurora

E tu vais ser um só
E tu vais ver mais

Há na vida um caminho para o eterno agora
E uma terra que te satisfaz
Possa Deus te buscar
Se não te encontras mais

No outro lado do tempo
Eterno amor mora

Entre Dias

Mais um dia está saindo
Subi ao ônibus e segui o caminho
Nas avenidas por aí, desolação
Nos acasos por aqui, consolação
No tempo relembro semanas e meses
Presente esquecido muitas vezes
Parece casual tê-lo reencontrado
Para desligar do passado e…

Entre dias
Ela é um sol
Um sol

Fazendo planos para uma outra vida
Na janela do banco de trás
E esperando por uma saída
Refletindo o que essa vida traz

Lendo os versos do poeta virginiano
No riso de Marília fiz outros planos
Pensando nos anos que estive procurando
Pela vida longe desses enganos e…

Entre dias
Eles são são dois sóis, dois sóis
E ela é um cais, um cais
E então o mar se desfaz
Entre dias

Consolação

Disseste muitas coisas do bem
Não caminhaste sem outro alguém
Que a instruíra a respeito da amargura
De cujo pesar fez tua cura
Fez-te mulher antes de redentora
Mas caíste para realizar-te consoladora
Tuas mãos tocam aquele que levantaste
Pudera amar-te tanto como me amaste

Clemente consolação
Partiste muitos anos atrás
Deixando-me sem porto, sem cais
Clemente consolação
Amaste tuas rosas, seguiste teu destino
Deixando-me em pleno desatino
Clemente consolação